01 Aplicação Web com VRaptor 4 – Introdução

Olá jovens do meu Brasil, de verdes campinas!

Vou começar hoje, umas postagens sobre o brasileiríssimo Framework MVC, tão bem conhecido como Vraptor, que atualmente, está em sua versão 4. Apenas para não deixar passar, ele totalmente é open source, e pode ser acompanhado no github da Caelum, principal criadora e mantedora do projeto.

Sem mais delongas, vou explicar qual o meu objetivo com esses posts. Bom, a ideia é criar uma aplicação completa com VRaptor 4, passando por todas as funcionalidades etc, e desta vez, quero fazer todos os posts completos, rs, sei que tenho mil coisas sem acabar aqui, mas este não será mais um para a contagem, e de quebra, se as energias forem positivas, quero falar um pouco da união, VRaptor e AngularJS. Bom, vamos fazer uma introdução agora, com licença!

Introdução

Prometo ser Breve, e bem breve desta vez. “O Projeto do VRaptor começou há um bom tempo, 2004, pelos irmãos Paulo Silveira e Guilherme Silveira na Universidade de São Paulo, mas só em 2006 foi lançada uma versão estável, o VRaptor 2 com a ajuda de outros desenvolvedores [1]”. O VRaptor, hoje em sua verão 4, como já citado, tem uma total integração com o CDI, e JavaEE de uma forma geral.

Desde o início do projeto os desenvolvedores se preocuparam em fazer um framework que fosse fácil de usar, com uma escrita fluente, e também absorveram algumas das boas práticas e ideias encontradas no Ruby on Rails.

Hoje com o VRaptor é possível trabalhar tanto com aplicações web usando JSP, quanto usando o conceito de RestFul, ou seja, com isso fica mais fácil trabalhar com com a view, “separada” em outro projeto, seja por meio de Jquery, Ajax ou algum frameworks JS, como por exemplo o AngularJS.

Bom vamos parar de papo, configurar nosso ambiente e fazer um Hello World, começar o projeto etc, etc, etc . . . Sigam-me os bons.

Obs: Pessoal, essa aplicação tem como principio ser bem básica, não vamos passar por validação, mensagem de erro, tratamento entre outras. Se fosse uma aplicação de produção deveria ser melhor avaliado esses conceitos. A ideia aqui é apresentar o VRaptor, suas facilidades e sua integração com o Angular js.


[1] VRaptor: Desenvolvimento ágil para web com Java, Lucas Cavalcanti

Anúncios

20 comentários

  1. Pingback: Aplicação Web com VRaptor 4 – Criando nosso modelo | Pedro Hos
  2. Pingback: Aplicação Web com VRaptor 4 – Mais um pouco do modelo | Pedro Hos
  3. Pingback: Aplicação Web com VRaptor 4 – Mais um pouco do Repositório | Pedro Hos
  4. Pingback: Aplicação Web com VRaptor 4 – Criando nosso Controller | Pedro Hos
  5. Pingback: Aplicação Web com VRaptor 4 – Telefone Controller | Pedro Hos
  6. Pingback: Aplicação Web com VRaptor 4 – Contato Controller | Pedro Hos
  7. Pingback: 09 Aplicação Web com VRaptor 4 – Resolvendo um problema com CORS | Pedro Hos
  8. Pingback: Aplicação Web com VRaptor 4 – Trabalhando com a View: Introdução | Pedro Hos
  9. Pingback: 10.1 Aplicação Web com VRaptor 4 – Começando com o Bower: Gerenciando dependências | Pedro Hos
  10. Pingback: 10.2 Aplicação Web com VRaptor 4 – Começando com o Angular: Criando rotas e separando as views | Pedro Hos
  11. Pingback: 10.3 Aplicação Web com VRaptor 4 – Começando com o Angular: Criando nossos Services | Pedro Hos
  12. Pingback: 10.4 Aplicação Web com VRaptor 4 – Voltando ao Controller: Listando Contatos | Pedro Hos
  13. Pingback: 10.5 Aplicação Web com VRaptor 4 – Voltando ao Controller: Criando Contatos | Pedro Hos
  14. Pingback: 10.6 Aplicação Web com VRaptor 4 – Voltando ao Controller: Editando e deletando contatos | Pedro Hos
  15. Pingback: 10.6 Aplicação Web com VRaptor 4 – Voltando ao Controller: Editando e deletando contatos | Pedro Hos
  16. Pingback: 10 Aplicação Web com VRaptor 4 – Trabalhando com a View: Introdução | Pedro Hos
  17. Pingback: 07.1 Aplicação Web com VRaptor 4 – Mais um pouco do Repositório | Pedro Hos
  18. Ranlive Hrysyk · junho 10, 2015

    Quero deixar aqui meus agradecimentos. Estou começando a utilizar o VRaptor e AngulasJS e seu blog foi muito esclarecedor, muito bem explicado, passei a segui-lo a partir de agora.

  19. Pingback: Aprendendo Camel: Configurando Projeto | Pedro Hos
  20. FFabinhoo Sc · julho 15, 2016

    Legal sua iniciativa e ótimo conteúdo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s